Bem-vindo(a) Visitante sair | minha ufmg
SIEX/UFMG
Ações de Extensão
Georreferenciamento
Contato e Suporte
 
       

Projeto - 402856 - Projeto Feira UAI - UFMG Artesanal Internacional

Registro: 402856
Aprovado pelo CENEX em: 23/03/2018
 
Status: Ativo
 
Título: Projeto Feira UAI - UFMG Artesanal Internacional
 
Data de início: 01/08/2017 Previsão de término:
31/07/2018
 
   
 
Data da última aprovação pelo Órgão Competente: 22/05/2017
 
Órgão Competente: Congregação
 
 
CARACTERIZAÇÃO
 
Ano em que se iniciou a ação: 2017
 
Unidade: Faculdade de Ciencias Economicas
 
Departamento: Departamento de Ciências Econômicas
 
Programa vinculado: COLMEIA - GRUPO DE ESTUDOS, PESQUISA E EXTENSÃO EM ECONOMIA POPULAR E SOLIDÁRIA DA FACE/UFMG
Principal Área Temática de Extensão: Trabalho
 
Área Temática de Extensão Afim: Tecnologia e Produção
 
Linha de Extensão: Emprego e Renda
 
Grande Área do Conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas
 
Palavras-chave: Economia popular solidária
Economia social solidária
Comércio justo internacional
Intercâmbio econômico e cultural
Internacionalização da produção artesanal

 
 
DESCRIÇÃO
 
Apresentação e justificativa:
A agenda referente ao desenvolvimento sustentável e inclusivo tem sido cada vez mais debatida e ampliada. As novas propostas incluem tanto o desenvolvimento dos mercados quanto a interação entre eles e os sistemas sociais e ambientais. Nas últimas décadas, o Brasil vivenciou um movimento que vai de encontro à ordem capitalista de acumulação de riqueza, com valores e métodos próprios de produção aliados à utilização sustentável dos recursos e a uma forma de consumo consciente. Essa atividade ficou conhecida no Brasil como economia popular e solidária e tem como princípio a não-exploração da mão-de-obra pelo capital, representando a possibilidade de se estabelecer relações de produção e trabalho baseadas na cooperação, na reciprocidade e na oportunidade de se expandir as liberdades individuais e coletivas.
Acreditando no poder que a economia popular e solidária tem de transformar a realidade daqueles que dela participam e da sociedade de forma geral, o projeto Feira UAI tem como proposta ampliar o alcance dos produtores e dos bens produzidos , por meio da promoção de feiras atrelados a eventos acadêmicos ocorridos na UFMG. Este projeto se vincula ao Colmeia - Grupo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Economia Popular e Solidária da FACE/UFMG, que existe desde 2015 e tem como objetivo construir uma agenda de formações e espaços comuns dentro e fora da Universidade, a fim de compreender as práticas e os desafios dessa produção em Belo Horizonte e Região Metropolitana, bem como construir uma rede de solidariedade junto aos empreendimentos, movimentos sociais e organizações de apoio e fomento (projeto Colmeia, SIEX).
A fim de incentivar e fortalecer as atividades que envolvem a economia popular e solidária encontramos na UFMG a possibilidade de exercer essa tarefa. Devido ao grau de internacionalização dessa universidade e da diversidade dos seus públicos (tanto brasileiros, quanto estrangeiros que frequentam o espaço da UFMG), ela representa o ambiente ideal para o estímulo do consumo consciente e difusão de práticas mais sustentáveis. É também objetivo do projeto despertar nos compradores a ideia de que consumo também é poder, além de instrumento ético e político, na medida em que a escolha pelo bem a ser consumido reitera todo o processo produtivo por trás dele e este pode ser pautado na exploração e reafirmação das desigualdades, ou na produção em prol do bem-estar coletivo e do meio ambiente e de práticas mais justas e pautadas na equidade. Além disso, busca-se explorar as riquezas culturais de Minas, bem como valorizar o trabalho feito de forma manual.
Por fim, cabe salientar que o projeto é uma iniciativa dos bolsistas do PRONOTURNO do curso de Relações Econômicas Internacionais, que perceberam a necessidade de tornar a FACE um ambiente mais inclusivo, bem como a possibilidade de colocar em prática questões aprendidas e discutidas durante o curso, como temas relacionados ao comércio justo internacional. Dessa forma, aliando a produção sócio e ambientalmente sustentável com o consumo ético, a Feira UAI vê a possibilidade de inserção, no médio e longo prazo, desses produtores no ambiente internacional por meio do comércio justo, o qual é pautado não apenas nas relações comerciais, mas na criação de cooperação e parceria entre produtores e consumidores, tendo como princípio o fomento de novas trocas econômicas, fundamentalmente solidárias, e a humanização do processo comercial.
 
Objetivos gerais:
Permitir o contato de visitantes externos à UFMG, principalmente público estrangeiro, aos produtos artesanais e agroecológicos produzidos por grupos de produção que adotam práticas solidárias.
Possibilitar a discussão e reflexão sobre economia solidária, comércio justo e consumo consciente em diferentes espaços da UFMG.
Possibilitar o aprendizado e aplicação de teorias de comercio justo para a melhoria da organização da produção e comercialização, considerando o atendimento a mercados extern
 
Objetivos específicos:
Gerar renda para os produtores que participam do projeto
Estimular o consumo consciente no âmbito universitário
Promover a internacionalização da cultura mineira por meio da venda de produtos artesanais
Estimular os produtores da economia solidária a ingressar no comércio justo.
Contribuir para a formação dos estudantes de graduação e pós-graduação através da aproximação e trocas de saberes.
Possibilitar a vivência das relações de troca entre produtores e estrangeiros visando a melhoria da qualidade dos produtos e sua inserção no comércio justo internacional.
 
Metodologia:
A Feira, UAI será estruturada através do diálogo e da troca entre os saberes acadêmico e popular já realizados pelo Programa Colméia Solidária. A Feira UAI terá como prioridade produtores que comercializam produtos possíveis de serem exportados por meio do comércio justo internacional. A “Feira UAI” será uma experiência de contato entre o produtor e o consumidor estrangeiro, com auxílio de bolsistas que farão a tradução, possibilitando o diálogo intercultural. Por meio dessa experiência, o produtor e os bolsistas do projeto poderão avaliar, conjuntamente, a receptividade do consumidor estrangeiro aos produtos (embalagem, informações necessárias, etc), possibilitando o seu aprimoramento para a exportação. Busca-se construir uma base de dados, a ser disponível no site do Programa Colmeia, com as informações dos produtores e produtos no idioma inglês. De modo mais específico, a atuação do grupo será estruturada a partir das seguintes atividades:

- Formação em extensão por meio da oferta da disciplina "ECN 240-Economia Solidária e Comércio Justo", com carga horária de 60horas.

- Definição de critérios para seleção dos empreendimentos participantes dos eventos;

- Identificação dos empreendimentos e contato/convite para participação nas feiras;

- Identificação dos eventos internacionais de grande porte realizados na UFMG que poderão hospedar a Feira UAI.

- Prestação de auxílio logístico aos participantes, quanto ao armazenamento dos produtos, preparação do espaço e montagem das barracas.;

- Divulgação dos eventos por meio das mídias sociais, cartazes e panfletos;

- Apoio no diálogo entre produtores e visitantes estrangeiros por meio da tradução simultânea e na disponibilização de site com informação sobre produtos/produtores em inglês.

- Realização de roda de conversa com convidados sobre a Economia Popular e Solidária, como parte dos eventos.
 
Forma de avaliação da ação de Extensão:
A ação será avaliada por meio de um questionário, a ser aplicado com os empreendimentos participantes, ao fim das feiras, quando serão obtidas as impressões e opiniões sobre o evento. Além disso, os alunos participantes farão relatório em que indicarão sua percepção acerca dos eventos. Por fim, um processo de avaliação conjunta do projeto será realizado durante as reuniões de equipe.
 
Site: -
 
Origem do público-alvo: Interno e Externo
 
Caracterização do público-alvo:
O projeto visa expandir o público-alvo do projeto da “Feirinha de economia popular e solidária da FACE-UFMG”, vinculado ao Programa Colmeia, para além da interação entre os grupos de produtores ligados à economia popular e solidária na Região Metropolitana de Belo Horizonte e a comunidade universitária (discentes, docentes e funcionários da UFMG), incluindo também o público de discentes e docentes estrangeiros que visitam a UFMG para eventos acadêmicos.
 
Captação por edital de fomento: Não
 
Articulado com política pública: Não
 
 
ESTUDANTES MEMBROS DA EQUIPE
 
Plano de atividades:
Articulação com as ações do Programa Colmeia solidária

Entrar em contato com os produtores selecionados para explicá-los sobre o projeto e convidá-los a participar

Estar a par da logística (chegada e instalação dos produtores nos prédios da UFMG) junto aos integrantes do Colmeia

Dar todo o suporte necessário aos expositores durante a apresentação do produto

Caso o comprador não fale português, é função do bolsista fazer a interlocução em outra língua entre comprador e vendedor

É fundamental acompanhar os produtores desde a chegada destes até o momento de saída, tirando dúvidas e resolvendo possíveis contratempos

O bolsista deverá solicitar junto aos órgãos responsáveis da UFMG pela realização de eventos uma lista com data, horário, local e público alvo com eventos (congressos, seminários, palestras, encontros) a serem realizados na UFMG; a partir dessa lista, o bolsista deverá entrar em contato com os demais integrantes do Colmeia para que, juntos, selecionem os eventos mais viáveis para a exposição dos produtos.

Também junto aos demais integrantes do Colmeia, o bolsista deverá selecionar os produtores e produtos a serem expostos.

O bolsista deverá entrar em contato com a Unidade na qual se deseja realizar a exposição e venda de produtos durante o evento que estiver acontecendo na mesma, a fim de obter aprovação e agendamento prévio, bem como facilitar a logística e a montagem da infraestrutura.
 
Plano de acompanhamento e orientação:
Os bolsistas selecionados para esse projeto contarão com o apoio das professoras coordenadoras do projeto (Sibelle Cornélio Diniz e Fernanda Cimini Salles), da equipe do Programa Colmeia e dos bolsistas do Programa PRONOTURNO de REI.
O projeto prevê uma disciplina para a formação dos bolsistas e demais estudantes de graduação interessados na iniciativa, possibilitando a aplicação dos conhecimentos teóricos e discussão da vivência da prática da extensão em sala de aula.
 
Processo de avaliação:
A avaliação será feita por meio de reuniões antes e após cada evento, com os coordenadores e demais participantes do projeto.
Além disso, cada aluno deverá formular um relatório final com diagnóstico e proposições para inserção dos empreendimentos no comércio justo internacional.
 
 
INFORMAÇÕES ESPECÍFICAS
 
Infra-estrutura física:
O Programa PRONOTURNO de REI, proponente do projeto, conta com uma sala equipada com quatro computadores. Esse espaço estará disponível para os bolsistas do Projeto.

A Feira UAI será realizada no hall de auditório das Unidades que recepcionarão eventos internacionais. O recurso do projeto será destinado ao aluguel de mesas e cadeiras para realização da feira.
Vínculo com Ensino: Sim
Vínculo com Pesquisa: Sim
Público estimado: 1.000
 
 
INFORMAÇÕES ADICIONAIS
 
Informações adicionais:
O público estimado para visitação nas feirinhas é de, no mínimo, 1000 visitantes. Contudo, essa estimativa depende do número de participantes de cada um dos eventos. Serão priorizados os eventos com maior visibilidade e com participação de público estrangeiro.
 

   

Av. Antônio Carlos, 6627 - Campus Pampulha - Prédio da Reitoria, 6º andar - Belo Horizonte - MG
Fones: (31) 3409-4070/3409-4062 Fax: (31) 3409-4068 - E-mail: gab@proex.ufmg.br