Bem-vindo(a) Visitante sair | minha ufmg
SIEX/UFMG
Ações de Extensão
Georreferenciamento
Contato e Suporte
 
       

Programa - 500039 - Produção de Sementes Agroecológicas

Registro: 500039
Aprovado pelo CENEX em: 02/08/2017
 
Status: Desatualizado
 
Título: Produção de Sementes Agroecológicas
 
Data de início: 01/03/2008 Previsão de término:
31/12/2018
 
   
 
Data da última aprovação pelo Órgão Competente: 03/03/2009
 
Órgão Competente: Congregação
 
 
CARACTERIZAÇÃO
 
Ano em que se iniciou a ação: 2008
 
Unidade: Instituto de Ciências Agrárias
 
Departamento: Coordenadoria C T Ciências Agrárias
 
Principal Área Temática de Extensão: Tecnologia e Produção
 
Área Temática de Extensão Afim: Meio Ambiente
 
Linha de Extensão: Desenvolvimento Rural e Questões Agrárias
 
Grande Área do Conhecimento: Ciências Agrárias
 
Palavras-chave: Agrobiodiversidade Agroecologia Tecnologia de sementes
 
 
DESCRIÇÃO
 
Apresentação e justificativa:
A agricultura familiar é responsável por 7 em cada 10 empregos no campo. O trabalhador, junto com sua família, produz 67% de nosso feijão, 84% da mandioca, 40% de aves e ovos, 54% do leite, 49% do milho e 58% dos suínos. A melhoria da renda desse segmento por meio de sua maior inserção no mercado tem impacto importante no interior do país e por conseqüência nas grandes metrópoles. A produção agroecológica possui a vantagem da diversidade, com os sistemas de produção originando várias matérias-primas para transformação e/ou comercialização, conferindo maior capacidade aos produtores e suas organizações de atuar em várias frentes, reduzindo os riscos inerentes à dependência de uma única atividade. Esse fato, porém, aumenta a complexidade da organização e da gestão da cadeia produtiva. Produzir sementes significa utilizar adequado manejo na condução do campo de produção, beneficiar as sementes e armazená-las sob boas condições e realizar testes para avaliar a sua qualidade. Estas diferentes etapas, embora aparentemente dissociadas, fazem parte de um conjunto que visa assegurar ao produtor, disponibilidade de sementes de qualidade superior em qualidades suficientes. A produção de sementes de boa qualidade fisiológica, genética e física é o objetivo final de um determinado sistema de produção de sementes. Independentemente do sistema em si, há necessidade de aplicar uma determinada tecnologia nas diversas etapas do processo de produção, bem como aplicar uma tecnologia adequada e padronizada para avaliar a qualidade das sementes produzidas. Assim, produzir sementes tem certas implicações e, conseqüentemente, exige uma série de conhecimentos que podem ser gerais em alguns aspectos, mas que, normalmente, são específicos para as diferentes espécies. A adoção da tecnologia de produção de sementes agroecológicas desenvolver plantas adaptadas às condições locais da propriedade, capazes de tolerarem variações ambientais e ataque de organismos prejudiciais. O desenvolvimento de técnicas voltadas à realidade da região norte Mineira é, indubitavelmente, a forma mais efetiva de desenvolvimento regional. Desta forma, essa proposta será desenvolvida no sentido de apoiar técnicas que respeitem as peculiaridades sócio-econômicas e ambientais de nossa região, viabilizar economicamente a produção de sementes agroecológicas, assim como identificar fragilidades, potencialidades, ameaças e possibilidades de inserção do trabalho com sementes crioulas no Território da Serra Geral; incentivar a promoção de espaços de troca de experiências entre agricultores-agricultores e agricultores-estudantes; intensificar a integração Universidade-Sociedade permitindo a interação entre o saber científico e o saber popular; permitir aos estudantes de graduação um treinamento em extensão rural, destacando-se neste espaço a responsabilidade pela formação de profissionais não apenas tecnicamente competentes, mas portadores de consciência crítica, criatividade, capazes do diálogo interdisciplinar e, por último, fortalecer a agricultura familiar da região.
 
Objetivos gerais:
Proporcionar um espaço de discussão entorno das sementes crioulas; Fortalecer a articulação de agricultores e agricultoras guardiões da agrobiodiversidade.
 
Objetivos específicos:
Congregar agricultores, profissionais e estudantes; Situar a Agroecologia como marco importante na busca e conformação de estratégias sustentáveis de desenvolvimento rural; Resgatar hábitos caseiros de produção e conservação de sementes nas propriedades rurais; Implementar estratégias de Resgate de Sementes de Milho Crioulo; Construir, atualizar, promover e divulgar conhecimentos e experiências, tanto quanto a produção, processamento e conservação de sementes de hortaliças e oleaginosas, como da agroecologia e da agricultura sustentável. Discutir programas racionais para condução da lavoura e tecnologia e informações para tomada de decisão dos produtores, dentro do manejo agroecológico; Intensificar a integração do ICA-UFMG com assentados da reforma agrária e agricultores (as) familiares; Permitir aos alunos de graduação do ICA-UFMG um treinamento em extensão rural, destacando-se neste espaço a responsabilidade pela formação de profissionais não apenas tecnicamente competentes, mas portadores de consciência crítica, criatividade e espírito de trabalho interdisciplinar.
 
Metodologia:
A proposta está sendo desenvolvida nos assentamentos Coração de Jesus (hortaliças), São Francisco/MG (Oleaginosas) e na região da Serra Geral, Norte do Estado de Minas Gerais, envolvendo três projetos: Multiplicação e Conservação de Sementes de Milho Crioulo: autonomia para o pequeno agricultor do Norte de Minas; Monitoramento da diversidade, quantidade e qualidade de sementes comercializadas no mercado municipal de montes claros/MG e Produção e Tecnologia de Sementes Agroecológicas de Hortaliças e Oleaginosas: valorização de agricultores familiares e movimentos sociais. Serão desenvolvidas atividades de planejamento, acompanhamento dos campos de produção de sementes, além do resgate dos hábitos caseiros de produção e conservação de sementes nas propriedades rurais. Serão considerados os fatores regionais, que impactam a produtividade/lucratividade das culturas e a conjuntura econômica e perspectivas de mercado, temas estes que contribuirão para efetiva difusão e adoção de ferramentas ambientalmente corretas à propriedade de porte familiar. Será realizado o III Seminário “Sementes: Patrimônio da Humanidade com participação e integração de produtores, técnicos, professores, pesquisadores, estudantes e demais pessoas.
 
Forma de avaliação da ação de Extensão:
O programa será acompanhado semanalmente por meio das atividades desenvolvidas pelos bolsistas com as famílias de agricultores dos assentamentos. A organização e realização do III Seminário “Sementes: Patrimônio da Humanidade permitirá avaliar tanto o desempenho dos bolsistas, como o aperfeiçoamento dos produtores e os resultados alcançados com o programa.Tanto no início como ao final de cada semestre, serão aplicados questionários estruturados específicos para os bolsistas e produtores, visando a avaliação do projeto e da participação no mesmo, além de sugestões.
 
Site: www.ica.ufmg.br
 
Origem do público-alvo: Interno e Externo
 
Caracterização do público-alvo:
Comunidade Acadêmica ICA/UFMG Associação Estadual de Cooperação Agrícola de Minas Gerais (AESCA) Associação Quilombola do Gurutuba Cooperativa dos Agricultores Familiares e Agroextrativista Grande Sertão Organizações não Governamentais (ONGs) Povo Xacriabá Sementes Bionatur Sindicato dos Trabalhadores Rurais Porteirinha Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Rio Pardo de Minas Sindicato dos Trabalhadores Rurais Riacho dos Machados Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Varzelândia
 
Captação por edital de fomento: Sim
 
Articulado com política pública: Sim
 
 
ESTUDANTES MEMBROS DA EQUIPE
 
Plano de atividades:
Definição, juntamente com o coordenador e liderança dos movimentos sociais, do diagnóstico e mobilização das famílias de agricultores dos assentamentos. Resgate dos hábitos caseiros de produção e conservação de sementes nas propriedades rurais; Assistência técnica quanto à produção, processamento e conservação das sementes agroecológicas; Organização e realização do III Seminário “Sementes: Patrimônio da Humanidade
 
Plano de acompanhamento e orientação:
Os alunos (bolsistas) serão acompanhados semanalmente na elaboração e realização das atividades desenvolvidas como reuniões, discussões, acompanhamento e reflexão sobre as atividades, leituras, oficinas, etc. A organização e realização do “Dia de Campo do Milho Crioulo” e do III Seminário “Sementes: Patrimônio da Humanidade" permitirão avaliar tanto o desempenho dos bolsistas, como o aperfeiçoamento dos produtores e os resultados alcançados com o projeto.
 
Processo de avaliação:
O programa será acompanhado semanalmente por meio das atividades desenvolvidas pelos bolsistas com os agricultores, comerciantes do Mercado Municipla de Montes Claros. A organização e realização do III Seminário “Sementes: Patrimônio da Humanidade permitirá avaliar tanto o desempenho dos bolsistas, como o aperfeiçoamento dos produtores e os resultados alcançados com o projeto.Tanto no início como ao final de cada semestre, serão aplicados questionários estruturados específicos para os bolsistas e produtores, visando a avaliação do projeto e da participação no mesmo, além de sugestões.
 
 
INFORMAÇÕES ESPECÍFICAS
 
Infra-estrutura física:
Laboratório de Análise de Sementes Auditório áreas, insumos e implementos para implantação de experimentos e campos demostrativos
Vínculo com Ensino: Sim
Vínculo com Pesquisa: Sim
Público estimado: 1.000
 
 
INFORMAÇÕES ADICIONAIS
 
Informações adicionais:
 

   

Av. Antônio Carlos, 6627 - Campus Pampulha - Prédio da Reitoria, 6º andar - Belo Horizonte - MG
Fones: (31) 3409-4070/3409-4062 Fax: (31) 3409-4068 - E-mail: gab@proex.ufmg.br